O seu hotel em Coimbra, localizado no coração da Baixa

Igreja de Santiago e Caminhos de Santiago: o caminho central português

A Igreja de Santiago, situada na Praça do Comércio na Baixa de Coimbra, é um dos maiores monumentos medievais em estilo românico da cidade. A construção da Igreja teve início nas últimas décadas do séc. XII e foi sagrada em 1206. Ao longo dos séculos foi sofrendo várias transformações, a última nos inícios do sec. XX.

 

Igreja de Santiago – Praça do Comércio

No exterior da Igreja deve contemplar e observar a beleza dos portais principal e lateral sul. No portal principal, os capitéis contêm motivos animais e vegetalistas e as colunas são decoradas com relevos geométricos em forma de espiral e motivos vegetalistas. O portal sul é composto por várias arquivoltas sem decoração, envoltos por uma moldura com forma de videira e capitéis e colunas com motivos vegetalistas. Já no interior, destacamos o retábulo da capela-mor, de talha dourada e marmoreados em estilo rococó e o portal gótico da capela.

Uma das teorias que explica a razão pela qual a Igreja invoca a Santiago passa pelo acolhimento dos peregrinos que se dirigiam para o Santuário de Santiago de Compostela, em Espanha, caminho que ainda hoje é feito por muitos devotos.

São muitos os peregrinos que, durante séculos, têm percorrido os Caminhos de Santiago com destino à Catedral de Santiago de Compostela, em Espanha. Aqui está sepultado o apóstolo de São Tiago. O culto deste Santo popularizou-se ao longo da idade média dando origem a grandes peregrinações de todos os cantos da Europa.

Em Portugal existem vários caminhos de Santiago, de sul para norte: Santiago de Compostela fica na Galiza, a 120 km da fronteira de Valença, a norte de Portugal. Conseguimos identificar três percursos principais: o Caminho do Norte, o mais antigo; o Caminho Interior; o Caminho Central Português. E é este, o caminho central (que passa por Lisboa, Coimbra e Porto) o caminho português de Santiago mais percorrido: totalmente assinalado com as famosas setas amarelas e, por vezes, com uma Vieira amarela sobre o fundo azul, o símbolo oficial dos caminhos de Santiago.
Com início na Sé de Lisboa, seguimos à beira do Rio Tejo por Alverca, Vila Franca de Xira, Azambuja, Santarém, Golegã e Tomar. Daqui continuamos em direção a Coimbra onde podemos visitar o túmulo da Rainha Santa Isabel, no Monteiro de Santa Clara-a-Nova. A Rainha Santa Isabel também peregrinou a Santiago e fez-se sepultar com os símbolos da Vieira, da Cruz de Santiago e do Bordão. Seguimos depois pela Mealhada, Águeda, Albergaria-a-Velha, São João da Madeira, Grijó até se chegar ao Porto onde se iniciam os caminhos do Norte.

Sinalização dos Caminhos de Santiago [e de Fátima] na Baixa de Coimbra

Os caminhos de Santiago contam com uma rede de alojamentos e assistência ampla e consolidada. Pode optar por planear a rota e reservar os alojamentos previamente ou dormir em albergues públicos que não necessitam de reserva funcionando por ordem de chegada.

Seja pela fé ou pelo desejo de aventura e contacto com a natureza, os Caminhos de Santiago são um bom desafio para os adeptos de longas caminhadas ao mesmo tempo que proporcionam uma viagem interior inesquecível.

Hotel Oslo Coimbra Logo

Hotel Oslo – Coimbra

Av. Fernão de Magalhães, 25
3000-175 Coimbra, Portugal
Hotel Icone Mapa e Direcções

Tel. +351 239 829 071
Fax. +351 239 820 614
mail@hoteloslo-coimbra.pt
Icon de Contacto Contactos